AS FACES | do poeta

O poeta é meio esquisito!
Diz que poesia é alma.
Às vezes, pra ele é espirito,
Que só a poesia acalma.

Quando a poesia nasceu,
Na dita antiguidade,
O mundo estremeceu,
Com sua criatividade.

Se alguém nasceu poeta,
Deve se dar por contente.
A poesia é arte ética,
Que relaxa a nossa mente.

A poesia chaga de repente,
É algo da Criação!
Tira o estresse da gente
E cura nossa pressão

Ela é coisa do coração.
Mas, não é afrodisíaca…
Contudo, regula a pulsação
E baixa a frequência cardíaca.

É a arte da inteligência
E do controle emocional,
Que desperta a consciência,
Da atividade cerebral.

O mundo está na poesia.
A poesia em qualquer paragem,
Na tristeza ou na alegria
Em tudo que é de linguagem.

Ela nasceu com sentido,
Em todo e qualquer aspecto
De um mundo desenvolvido,
Trabalhando o intelecto.

A poesia vem da mente,
Como qualquer reflexão.
Para ensinar realmente,
A prática da introspecção.

Como parte da literatura,
A poesia tem sua história.
Como texto, é boa leitura
Para expandir a memória.

A poesia gera emoções
E toda conveniência.
Pois, ela traz as noções,
De trabalhar a inteligência.

Ela é mistério sagrado
Em plena evolução.
No mundo civilizado
É força de inspiração.

Poesia é serra, mar e sertão,
É uma arte querida.
Compartilhando informação,
Para embelezar nossa vida.

Manoel de Souza Carmo é economista, pós-graduado em Ensino de Geografia e membro da Academia Leonística de Cultura no Estado do Ceará – ALECCE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s